Atualizado em 05/05/2018

Por que investir em micro-influenciadores digitais para divulgar a sua marca ou até mesmo ser um deles?

Com as redes sociais cada vez mais presentes e influentes no dia a dia das pessoas, o número de compras feitas por estímulo de algum tipo de celebridade digital também está crescendo. E você não vai poder (e nem conseguir!) fingir que isso não tem importância. No Instagram, onde o marketing de influência tem mais força hoje, existem perfis de bebês e até de animais já fazendo propagandas de diversos produtos.

Neste artigo, vamos abordar tudo o que você precisa saber sobre os micro-influenciadores digitais e as marcas que estão utilizando o conceito com sucesso, além de mostrar como perfis e marcas podem se conectar e garantir sucesso mútuo. Boa leitura!

A importância do marketing de influência

Por que alguém pagaria uma pessoa para divulgar um produto, serviço ou marca nas redes sociais? E, ainda, por que pagaria a alguém que tem menos seguidores do que muitos influenciadores maiores e mais famosos para promover uma marca?

A resposta é bem simples. Contratando influenciadores digitais, a marca consegue conversar com o público de um determinado nicho de forma mais natural, ou seja, utilizando a linguagem com a qual ele está acostumado, a forma de abordagem com que ele já se habituou e recebendo recomendações de pessoas que ele já conhece e em quem confia.

É como se fosse uma carta de recomendação: uma pessoa que já tem certa autoridade e notoriedade do assunto introduz algo até então desconhecido, mas com a garantia da qualidade de um serviço de excelência. Mas qual a diferença entre os micro e os grande influenciadores?

O micro-influenciador

O micro-influenciador é um usuário conhecido nas mídias sociais, mas que não chega a ser exatamente uma celebridade, um especialista ou uma figura pública. É um usuário que trabalha ou se especializa em uma determinada vertente e compartilha conteúdo sobre seus interesses.

Ao contrário dos influenciadores tradicionais, micro-influenciadores têm um número menor de seguidores, mas possuem um público superengajado. Assim, um micro-influenciador interage com mais pessoas em relação ao número de seguidores que possui.

Por que investir em micro-influenciadores digitais

De acordo com uma pesquisa da Aistrip, empresa brasileira de mineração de dados especialista em geração de inteligência, os micro-influenciadores digitais são responsáveis pela produção de 66% do conteúdo gerado nas redes sociais.

O levantamento analisou 560 milhões de posts e perfis com até 20 mil seguidores são a maioria absoluta na produção de conteúdo para web. Além disso, a empresa percebeu uma queda de quase 50% no interesse e no engajamento do público em relação a posts pagos de perfis com mais de um milhão de seguidores.

Engajamento

Investir em micro-influenciadores é muito mais vantajoso porque, além de serem maioria, eles têm seguidores mais engajados, interessados e interativos. Isto é, eles têm bases de seguidores mais direcionadas do que influenciadores com um maior número de seguidores (centenas de milhares e milhões).

Se uma marca de roupas firma uma parceria com uma celebridade que possui milhões de seguidores no Instagram, uma grande parcela deles pode não estar interessada em moda. Porém, se a marca se associa a, por exemplo, 50 micro-influenciadores de moda com 1.000 seguidores cada, seria capaz de se conectar a um público menor, mas muito mais segmentado e engajado.

Segundo pesquisas, enquanto o número de seguidores dos influenciadores cresce, o engajamento que eles recebem nas postagens diminui. Veja alguns dos dados coletados abaixo:

  • Usuários de Instagram com menos de 1.000 seguidores geram likes durante 8% do tempo;
  • Usuários com 10 milhões de seguidores (ou mais) conseguem likes apenas 1,6% do tempo;
  • Usuários de Instagram com menos de 1.000 seguidores geram comentários durante 0,5% do tempo;
  • Usuários com 10 milhões de seguidores [ou mais] conseguem comentários apenas 0,4% do tempo.

Por isso, é recomendável que marcas procurem um micro-influenciador com número de seguidores entre 1.000 e 10.000. Com micro-influenciadores, as marcas podem atingir taxas de engajamento maiores entre uma audiência suficientemente grande.

Micro-influenciadores são mais acessíveis

Micro-influenciadores geralmente são mais acessíveis do que celebridades ou perfis com milhões de seguidores. Algumas celebridades chegam a cobrar mais de R$20.000,00 para um único post no Instagram. No entanto, cerca de 90% dos micro-influenciadores no Instagram cobram menos de R$1.000,00 para fechar um pacote de postagens.

Marcas costumam trabalhar com mais de um micro-influenciador para otimizar o alcance de suas campanhas e mesmo assim acabam pagando menos do que firmando parceria com apenas uma celebridade/influenciador.

Para micro-influenciadores com quantidade menor de seguidores, marcas podem até mesmo fazer pagamentos com produtos gratuitos. A marca, Cia. Marítima (@ciamaritimabeachwear), por exemplo, firma parcerias fornecendo kits de roupas e acessórios para alguns micro-influenciadores.

salt soul

A post shared by DEBANY GUEDES (@debguedes) on

Originalidade

Micro-influenciadores são pessoas reais e mais próximas do mundo das pessoas que levam a vida de uma maneira mais “tradicional”, por assim dizer. Usuários do Instagram com alguns milhares de seguidores provavelmente postam seu próprio conteúdo, respondem aos comentários e se comportam mais autenticamente do que uma marca ou uma celebridade que possui um gerente de mídia social, por exemplo.

Se um micro-influenciador publicar um post no Instagram, seus seguidores poderão estar mais inclinados a clicar para saber mais sobre a marca que estão divulgando.

Vale lembrar que, de acordo com os algoritmos do Instagram, posts de perfis que o usuário segue e com os quais interage aparecem primeiro no feed. Além disso, os conteúdos de qualidade autêntica são priorizados.

Caso de sucesso

Se sua marca está presente no Instagram e você está realmente empenhado em conseguir seguidores que fazem parte do seu público e aumentar o engajamento que eles têm com a sua marca, considere começar um trabalho de marketing com micro-influenciadores.

Veja o perfil do Doug, The Pug (@itsdougthepug), um ótimo exemplo de influenciador digital que usa muito humor para gerar bastante vendas e engajamento. O perfil de Doug possui mais de 2 milhões de seguidores e ele, além de desenvolver um relacionamento com celebridades mundialmente conhecidas (sim, ele tem fotos até com Justin Bieber!), também promove marcas muito menores que se beneficiam disso pela oportunidade de terem seus produtos vistos por uma audiência gigante. O perfil possui, inclusive, uma loja online com diversos tipos de produtos.

"Give me caffeine or give me sleep" -Doug

A post shared by Doug The Pug (@itsdougthepug) on

Na foto, Doug está utilizando uma maneira cômica de promover a marca da caneca que está “segurando”.

Doug, The Pug é um exemplo de influenciador grande, mas o trabalho de micro-influenciador já está sendo difundido nas mídias sociais. Basicamente é o mesmo conceito de um influenciador, mas em menor escala.

Como escolher o melhor micro-influenciador

O processo de seleção de um micro-influenciador é peça-chave na estratégia do marketing de influência. Isso porque a execução dessa estratégia pode ser totalmente eficaz ou ineficaz dependendo de qual perfil a marca escolher para divulgá-la nas redes sociais. Por isso, confira algumas dicas para acertas na escolha:

1. Tenha uma estratégia completamente traçada

Não adianta deixar tudo para o micro-influenciador digital. A marca precisa ter uma estratégia traçada por inteiro, em todos os aspectos. Quanto maior o planejamento e a preparação, maior a chance de sucesso. Mas isso não quer dizer, claro, que as partes não possam discutir mudanças e melhorias.

2. Saiba para quem e como você quer falar

Justamente por serem micro-influenciadores, essas pessoas têm uma quantidade menor de seguidores, embora de nichos específicos. Isso quer dizer que geralmente o público geralmente vai ter um perfil bem categorizado: estado, cidade, interesses, classe social e outros aspectos em comum. Nesse ponto os micro-influenciadores se diferenciam dos macro-influenciadores

Portanto, não pense que a sua estratégia impactará diferentes tipos de pessoas. Aqui, o foco é o nicho, e você precisa escolher bem quem vai divulgar seu produto ou serviço.

3. Conheça o micro-influenciador

Pesquise, pesquise e pesquise. Um perfil com má reputação também pode prejudicar a imagem da sua marca. Esteja, ainda, ciente da linguagem e dos meios de comunicação que são utilizados pelo perfil. Além de evitar surpresas desagradáveis, isso tudo pode dar novas ideias e novas possibilidades para a estratégia.

O uso estratégico de micro-influenciadores está ganhando destaque e força principalmente no Instagram. A plataforma, por ser tão visual, otimiza esse tipo de marketing. Basta postar uma foto de produto ou experiência de marca e o trabalho do micro-influenciador está feito.

Isso, porém, não quer dizer que o marketing de micro-influenciador não possa ser feito em outras plataformas de mídia social, mas o modo como o Instagram funciona ajuda os usuários a encontrar mais facilmente e interagir com o conteúdo de micro-influenciadores digitais com mais agilidade.

Gostou do nosso guia? Então não deixe de nos seguir nas redes sociais! Acompanhe os posts no Facebook e Instagram e fique por dentro dos assuntos relacionados.

  • KATIELE BRITO

    como começar a ser um micro influenciador?

    • Equipe Instagerente

      O primeiro passo é você estar bem engajada e conectada com seu público-alvo. Você pretende ser uma micro-influenciadora em que ramo?

      Conheça os nossos serviços para que você tenha total auxilio na hora de se comunicar com o seu público (conseguir mais seguidores, curtidas e comentários), assim, marcas do seu ramo verão que podem ter bons resultados fazendo uma parceria com você como uma micro-influenciadora. Acesse nossa página de planos: http://www.instagerente.com.br

  • Liliane Silva

    Como faço para entrar em contato com as marcas e empresas, que queiram divulgar seus produtos através de micro-influenciadores?

    • Equipe Instagerente

      Olá, Liliane. Você pode começar entrando em contato com lojas e/ou marcas menores (perto de sua localidade) e oferecer seu serviço como uma micro-influenciadora. Este contato pode ser feito por email ou telefone (procurar nas redes sociais e sites das marcas), e até mesmo pelas mensagens Direct do Instagram.

      Tenha em mente que os números do seu perfil (curtidas, seguidores e engajamento nas postagens) têm que estar a seu favor para que marcas enxerguem potencial em você. ?

      Caso esteja interessada em aumentar o engajamento com seu público no seu perfil, conheça nossos serviços: http://www.instagerente.com.br

      Grande abraço.

  • Beatriz

    “Veja alguns dados abaixo:
    Usuários de Instagram com menos de 1.000 seguidores geram likes durante 8% do tempo;
    Usuários com 1.000 a 10.000 seguidores conseguem likes em uma média de 4% do tempo;
    Usuários com 10.000 a 100.000 seguidores alcançaram uma taxa de likes de 2,4%;
    Usuários com 1 a 10 milhões de seguidores conseguem likes apenas 1,7% do tempo.”

    Qual a fonte?

    • Equipe Instagerente

      Olá, Beatriz. Esses são dados de uma pesquisa feita pela “http://markerly.com” e o link está no parágrafo acima dos dados quando falamos sobre a pesquisa. O artigo deles foi alterado recentemente e, por conta disso, alteramos também os dados do nosso artigo. Obrigado pelo comentário…esperamos ter ajudado.

  • valdir cafero

    Nossa marca esta em sao paulo estamos no mercado,moda feminina semi joias estamos querendo contato micro influenciadores femininos para trabalho da marca com produtos que teremos disponibilizado em nossa loja ianstagram